Under user's 2007-2017 © Copyright only the texts signed by Karinna Alves Gulias - all rights reserved. I made sure all shared contents have their respective references; if you find any without, please let me know.

Search this blog

12 February 2011

SÉCULO ACORRENTADO NUM ÂNGULO DO MUNDO

Nos espelhos correntes
Passam as barcas sob as pontes
E os anjos-correio
Descansam na fumaça dos navios de guerra

Entre a erva
Silva a locomotiva no cio
Que atravessou o inverno

As duas cordas de seu rastro
Atrás dela ficam cantando
Como uma guitarra indócil

Seu olho nu
Charuto do horizonte
Dança entre as árvores
Ela é Diógenes com o cachimbo aceso
Buscando entre os meses e os dias

Sobre a via equinocial
Comecei a caminhar
Cada estrela
É obus que rebenta

As plumas de minha garganta
Se enfraqueceram ao sol
que perdeu uma asa

O divino aeroplano
Trazia um ramo de oliveira entre as mãos
Entretanto
Os ocasos feridos dessangram
E no porto os dias que se arredam
Levam uma cruz no lugar da âncora

Cantando nos sentamos nas praias

Os mais bravos capitães ___O capitão Cook
______________________Caça auroras boreais
Num iceberg iam aos pólos _No pólo sul
Para deixar seu cachimbo em lábios
Esquimós

Outros cravam novas lanças no Congo
O coração da África ensolarado
Abre-se como os bicados figos

E os negros
de divina raça
Escravos na Europa
Limpando de seu rosto
a neve que os mancha
Homens de asas curtas
Percorreram tudo
E um nobre explorador da Noruega
Como butim de guerra
Trouxe à Europa
entre raros animais
E árvores exóticas
Os quatro pontos cardeais


Vicente Huidobro
Tradução: Carlos Nejar

[Desculpem a formatação errada, não sei como ajeitar isso aqui na edição de postagens - o blogspot não aceita facilmente]

No comments: