Under user's 2007-2017 © Copyright only the texts signed by Karinna Alves Gulias - all rights reserved. I made sure all shared contents have their respective references; if you find any without, please let me know.

Search this blog

7 September 2016

[Torre-olho]

Nos atos emque nossa terra espera grandezas de líder, ordenados, verticalismos, emque o sagrado purifica a palavra humana e implanta cidades, habitações de seres autônomos com seus caminhos postiços. Vigente. E da mulher, conceito e instituição moral: aquela que pronuncia a defesa da palavra presentérita. Planta datual guerra e comércio. Nas leituras emque tudo está na verdade daqueles que pensam na linha da história romântica, ideológica e cronológica: Descascar.

Nos atos feitos pelo nó da justiça da igualdade da liberdade. Os olhos encaram o objeto dismisso. Predomínio das coisas à imagem do vento: desmitificar de nomes e terras: Vento. Uno. Sobre aquelas que gestam: as coisas, a mulher, as mulheres, a terra; irremediavelmente iguais à vista. Conceitos puros presentéritos. Do subjeto olho que age livre. Conhecimento ativo: Descascar. 

Conflito: Não está tudo no olho de um.

A língua se faz com dois. O lugar: a guerra e a gesta.

Karinna A. Gulias
Texto de abertura do livro Maria da Graça, Terra dos nomes perdidos, que não foi publicado na primeira edição.

No comments: