Under user's 2007-2017 © Copyright only the texts signed by Karinna Alves Gulias - all rights reserved. I made sure all shared contents have their respective references; if you find any without, please let me know.

Search this blog

23 July 2012

INDOORS THE SOUP

standing

The dust waiting in the backstage
All friends gather outside in disguise

Your memory sings mistakes like unapproachable conquering
Illusions… songs of that blind guitar

Oppressive swallow
Your throat is sore of dreams

The chords play
moving dust
All to a waste of towers in time

The landscape dry and infertile

The stars don’t shine without your knowledge

I can't store knowledge
I lose memory of your lips




Karinna A. Gulias (2012) - poem from the new book

2 comments:

Laercio Aperecido da Silva said...

Parece que o vernaculo português não é bom o suficiente para a Senhorita, ou a mesma no uso da fonetica inglesa por diapasão em ressonância a harmonização sonora imediatista no auferir de sua poetica dissonante na nossa lingua materna encerra em seus fragmentos um ritmo mais audivel e compreensivel do que em teus tempos da terra dos nomes, que seja louvado e em tuas vênias o dedecafonismo...

Beggars: said...

Oi Laercio,

O vernáculo português foi bom o suficiente para escrever o meu primeiro livro :). Agora que moro na Inglaterra, infelizmente, não mais. Parto do princípio que linguagem é memória, e memória se faz presente.

A leitura da minha poética "dissonante" não se baseia no formato pitagórico ou romântico, talvez esse seja o motivo para ser menos compreensível a ti.

Obrigada pelo comentário.