Under user's 2007-2017 © Copyright only the texts signed by Karinna Alves Gulias - all rights reserved. I made sure all shared contents have their respective references; if you find any without, please let me know.

Search this blog

19 May 2009

Perguntas de Tang (não é o suco hehe)

(...)
TANG para XIA JI: Têm o alto, o baixo, as oito direções limites? Contêm eles átomos?
(...)
XIA JI: Se não existe nada, não existem limites. Se existe algo, existem átomos. Como sei isso? Além do limite da zona em que nada existe, não existe limites. Dentro de um átomo, não existe átomo. A inexistência de limite nos leva à zona em que nada existe. A inexistência de átomo nos leva ao interior de um átomo. E eu não sei nem se existe um limite nem se um átomo existe.

TANG: Existe um mundo além da China?

XIA JI: Sim, idêntico às nossas pradarias centrais.

TANG: Como provas isso?

XIA JI: Chego a Ying indo para o leste. Os habitantes locais vivem como nós. Se eu perguntar a um deles como é o mundo ao leste de Ying, ele me responderá que é como em Ying. Chego a Bin indo para oeste. Os habitantes locais vivem como nós. Se eu perguntar a um deles como é o mundo a oeste de Bin, ele me responderá que é como em Bin. Portanto, julgo saber que, além dos quatro mares, além dos quatro desertos, bem como além dos quatro pólos, o mundo não é diferente do nosso. É porque o grande contém o que é pequeno que não existe nem limite nem fronteira. O que contém os seres também contém o Universo. Sendo o que contém os seres ilimitado, o que contém o Universo é ilimitado.

(Tratado do Vazio Perfeito, de Lie Tse. Landy Editora, 2001)

No comments: